Vida de Thalles em filme


Fenômeno Gospel, Thalles Roberto terá sua vida contada em filme




Thalles Roberto está para a música gospel assim como Ivete Sangalo para o axé e Michel Teló para o sertanejo universitário. Na Expo Itaguaí, a principal feira agropecuária do Estado, que começa hoje, é ele quem abre a programação gratuita.
Natural de Passos, o mineiro de 35 anos tem mais de 15 de estrada — foi backing vocal do Jota Quest por cinco —, mas estourou de uns dois anos para cá, quando começou a colecionar impressionantes números na carreira, com mais de um milhão de CDs vendidos.
— Sou filho de pastor, cresci cantando na igreja, mas fui viver o mundo. Achava muito legal, mas não era a minha verdade. No dia em que comprei meu primeiro carro zero, voltei dirigindo para visitar meus pais pensando em como estava deprimido. Sair à noite para pegar mulher, encher a cara, usar drogas, nada disso me fazia mais feliz. Pedi demissão do Jota Quest e voltei para a casa — conta.
Muitas madrugadas de joelho dobrado depois, veio a compensação: o primeiro CD já saiu por uma grande gravadora gospel e ele hoje tem que contar com uma ajudinha dos céus para conciliar os mais de 20 eventos de que participa por mês, em todo o país, entre cultos, shows e marchas, como a do último sábado, em São Paulo, com um milhão de pessoas.
— Precisamos falar de Jesus de uma maneira inteligente — acredita Thalles, que não economiza no suingue ao cantar, e que prepara um filme sobre sua vida: — É uma história forte, vai ser uma grande produção. Já temos nomes de atores pensados, até porque se fosse eu mesmo a fazer as cenas do tempo em que estava solteiro minha mulher (Daniela) se separava de mim.



Fonte: Extra

Postado em 03/07/2013, por Administrador.